Dra. Adriana, adorei meu novo sorriso. Foi um sucesso na minha festa de aniversário. O consultório é lindo!
Maria A., 62 anos,  Recife – PE
clareamento dental
Sorriso em risco

Sucos ácidos provocam erosão nos dentes. É o efeito colateral da alimentação saudável

Durante décadas, uma das maiores ameaças à beleza de um sorriso foi a cárie. Ela resulta da proliferação de bactérias causadas pela falta de higiene correta. Outro grande problema eram as doenças na gengiva (também chamadas de periodontais). Elas provocam o amolecimento e a perda dos dentes. Os dois males ainda existem, mas estão controlados na maior parte da população graças ao flúor presente na água e nas pastas de dente.

A nova preocupação dos dentistas é a erosão dental, causada por alimentos e bebidas ácidas. Os dentes perdem minerais – como o cálcio – e se tornam quebradiços, com bordas trincadas. Ela também provoca afinamento do esmalte, uma aparência amarelada e sensibilidade a alimentos gelados ou quentes.

Curiosamente, a erosão dental parece ser um efeito colateral da dieta extremamente saudável. O aumento dos diagnósticos, segundo os dentistas, ocorre justamente no grupo de pacientes que toma mais cuidado com o corpo e com a alimentação.Consumir sucos e chás de frutas cítricas, bebidas isotônicas, vinagre e molhos para saladas é aparentemente inofensivo, diz o dentista Eduardo Tinoco, professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Mas, quando a pessoa exagera na dose, os dentes sofrem. “Existe gente que substitui água por isotônico. Quem ingere mais de 1 litro de bebida ácida por dia já coloca os dentes sob risco”, afirma. Refrigerantes em excesso provocam os mesmos danos.

Algumas pessoas que sofrem de erosão dental também têm as gengivas retraídas. A combinação provoca hipersensibilidade. E pode produzir dores terríveis se o desgaste já estiver em estágio avançado. “Às vezes, a única saída é a restauração do dente. É preciso recobri-lo com resina ou até mesmo fazer um enxerto de gengiva”, diz o dentista Marcelo Fonseca, diretor da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética. Segundo Fonseca, cerca de 70% da população sofre de erosão ácida. Mas a maioria só se dá conta quando o problema já está num estágio avançado.

O processo de enfraquecimento dos dentes atingidos pela acidez costuma ser atenuado pela ação da saliva, que contém cálcio e fósforo. Esses minerais repõem as perdas naturais do esmalte. Mas a ingestão freqüente de produtos ácidos não permite que a remineralização aconteça por tempo suficiente. “Cremes dentais muito abrasivos – como os antitártaro – e escovas de cerdas duras pioram a erosão”, diz Tinoco.

Alguns especialistas, porém, acreditam que a erosão desencadeada pela dieta saudável só aconteça em casos patológicos. “A pessoa teria de chupar limão todo dia”, diz a dentista Suzana Pimentel, do Instituto Bibancos de Odontologia, em São Paulo. A partir de que nível a acidez dos alimentos começa a danificar os dentes? Isso pode variar de pessoa para pessoa. Ninguém deve abandonar o estilo de vida saudável. Mas é preciso ficar atento ao desgaste dos dentes para que o sorriso seja tão saudável quanto o resto do corpo.

Fonte: Revista Época